Imoveis em Nova Iorque | Chrysler Building | Nova Iorque, NY | Tishman Speyer

Empreendimentos

Empreendimentos / América do Norte / NY, NJ, CT, MA / Nova York

NOSSA PLATAFORMA DE TRABALHO

Com o projeto Chrysler Center, a Tishman Speyer transformou um marco apagado de Manhattan em um centro premiado para escritórios e comércio.

405 Lexington Avenue
Nova York, Nova York 10017

UM OLHAR MAIS PROFUNDO EM : Chrysler Center

A Tishman Speyer adquiriu um marco em decadência e o transformou criando um dos endereços de negócios mais desejáveis de Nova York, dentro desta obra-prima da Art Déco.

O EMPREENDIMENTO

A Tishman Speyer adquiriu o Chrysler Building em 1998, em uma complexa série de transações. Além do famoso Chrysler Building, a operação incluiu o edifício adjacente de 32 andares ao leste, o Kent Building, assim como outros quatro edifícios mais baixos de comércio. Juntos, esses seis edifícios formam um quarteirão inteiro no centro de Manhattan, delimitado pela Avenidas Lexington e Terceira e pelas ruas 42 e 43 - a apenas um quarteirão do Grand Central Terminal. Nossa reputação para a renovação excepcional e gerenciamento superior no Rockefeller Center foi importante para o vendedor, e levou a uma extensão de longo prazo do arrendamento do terreno como parte do acordo.

NOSSA FUNÇÃO

A Tishman Speyer supervisionou todos os aspectos da reforma do edifício histórico Chrysler, incluindo o gerenciamento dos arquitetos e empreiteiros selecionados, assim como a concepção e integração do Chrysler East Building e os Trylons.

Estabelecemos três objetivos principais para o empreendimento: restaurar o brilho de um marco apagado e fazer do Chrysler Building um destino de locatários de alta qualidade; reformar o Kent Building e reposicioná-lo como o Chrysler East Building do novo Chrysler Center; e criar novas empolgantes oportunidades de comércio ao longo de Rua 42, uma das ruas mais movimentadas de Manhattan.

Para criar o Chrysler Center, a Tishman Speyer reformou os edifícios existentes em três fases simultâneas. Em primeiro lugar, o Chrysler Building foi totalmente reformado dentro das diretrizes de referência, com várias das características Art Déco do famoso edifício completamente restauradas. Ao nível da rua, as entradas das lojas e do edifício foram substituídos e restauradas. O saguão magnífico, com suas paredes luxuosas de mármores marroquinos vermelhos e pisos de mármore amarelo de Sienna, era um ponto de atração natural. O mural do teto do saguão criado por Edward Turnbull, intitulado Energia, Resultado, trabalho e Transporte, também passou por uma restauração de qualidade de museu. Medindo aproximadamente 30.48 X 23.16 metros, este é um dos maiores murais de tela em todo o mundo.

Além disso, nos portais de entrada, os painéis de vidro opaco foram recriados na fábrica alemã que produziu os painéis originais quando o edifício foi construído. A marchetaria de madeira requintada das portas originais do elevador foi restaurada por artesãos especializados, utilizando madeiras raras para a substituição provenientes de todo o país. Além disso, para garantir que o edifício atendesse às normas do século 21, os elevadores, o HVAC, a fiação elétrica, os encanamentos, os sistemas de prevenção de incêndios e segurança foram todos atualizados. Essas atualizações contribuíram para que o edifício alcançasse a prestigiada classificação ENERGY STAR® em 2008. Esta designação coloca o Chrysler Building entre os edifícios comerciais de alto desempenho em todo o país, utilizando 40% menos energia e gerando 35% a menos de dióxido de carbono do que a média dos edifícios.

Em segundo lugar, o Chrysler East Building foi ampliado com a construção de um espaço adicional para escritórios de 1.207 metros quadrados, usando os direitos de espaço dos quatro edifícios comerciais adjacentes, foi finalizado então, com uma parede de vidro sobre a fachada existente de tijolos. O espaço adicional transformou um edifício lateral ineficiente em um edifício central eficiente, tornando-o mais comercialmente viável para usuários corporativos de alto padrão. O saguão foi também reprojetado e todos os sistemas mecânicos foram atualizados ou substituídos.

Em terceiro lugar, e, por último, o falecido arquiteto Philip Johnson remanejou os quatro edifícios comerciais para servir como o ponto focal entre os estilos arquitetônicos dos prédios Chrysler e Chrysler East. O resultado é um edifício de 24.384 metros de altura, revestido de vidro consistindo de uma projeção de pirâmides de três lados cercado por duas frentes de lojas de revestidas em granito. A área foi renomeada como as Trylons, o que refletiu as divisas na torre do Chrysler Building e o vidro e aço inoxidável do Chrysler Building East. Ele abriga agora comodidades essenciais para os locatários de nossos escritórios, que inclui The Capital Grille.

O RESULTADO

O Chrysler Center já recebeu vários prêmios e conquistas. Além da designação EPA ENERGY STAR®, ganhou os prêmios 2000 Renovation Project of the Year, o 2002 NYACE Engineering Excellence e o 2001 Skyscraper Museum Outstanding Renovation.

Agora, o Chrysler Center oferecer aos locatários uma escolha: o marco Chrysler Building, onde as extensas bases de pisos acomodam grande espaço para os usuários e vários andares do tamanho da torre fornecendo aos locatários menores espaços com bastante visibilidade e eficiência, ou o Chrysler East Building, um edifício moderno de escritórios conectados fisicamente e arquiteturalmente com o Chrysler Building.

O marketing agressivo da Tishman Speyer e o programa de leasing resultou em novas concessões, totalizando mais de 102.193 de metros quadrados assinados em 18 meses após a aquisição, de um total do projeto de 183.483 metros quadrados. Ainda mais impressionante é a qualidade dos locatários que escolheram para fazer do Chrysler Center a sua casa, incluindo bancos nacionais e internacionais, escritórios de advocacia e companhias de seguros. O empenho rigoroso de locação e gestão continua até hoje, já que o empreendimento possui uma taxa de ocupação de 97,9%. Nossa equipe também providenciou a recapitalização das três propriedades em duas parcerias distintas. As recapitalizações incluíam o refinanciamento dos edifícios a longo prazo, com dívida em taxa fixa.

Resumo

Desde a aquisição do Chrysler Center, a Tishman Speyer agregou valor através de locação reforma e recapitalização. A extensa renovação e atualização que implementamos não só aumentaram a área de locação do projeto em 12.077 metros quadrados, mas também estabeleceram um novo padrão Classe A de espaço no mercado.

Através do projeto Chrysler Center, a Tishman Speyer transformou um marco apagado de Manhattan em um centro premiado para escritórios e comércio.